Nossa Senhora Consoladora dos Aflitos - 20 de Junho em 2020

 Nossa Senhora Consolata(Italiano).

História de Nossa Senhora Consoladora dos Aflitos

 

Quando, Santo Eusébio, ficou exilado na Palestina, lá encontrou um quadro de Nossa Senhora da Consolata (Consoladora). Quando saiu do exílio, trouxe o quadro e o deu de presente ao Bispo São Máximo, de Turim, Itália. O Bispo muito devoto a Nossa Senhora Consoladora, fez um altar na Igreja de Santo André, e lá colocou o quadro, para que fosse venerado pelos fieis. Muitos milagres aconteceram, lá, pela intercessão de Nossa Senhora Consoladora. O Bispo a chamou de Nossa Senhora Consoladora, por trazer O Menino Jesus no colo, a verdadeira e única consolação. Ali ficou o quadro por 400 anos.

Em 820, os hereges iconoclastas (destruidores de imagens), invadiram Turim e destruíram tudo que encontrassem com referência a Fé Católica. Os religiosos, porem, esconderam o quadro nas catacumbas da Igreja de Turim. Lá ficou por 100 anos.

Em 1014, o Marquês italiano Arduino, quando muito doente, rezando, teve a visão de Nossa Senhora, que lhe pedia para construir uma Igreja nas ruínas da antiga Igreja de Turim. Após esta visão ficou curado. Então, começou a construção de Igreja. Nas escavações das ruínas da antiga igreja, encontraram o quadro de Nossa Senhora Consoladora, o mesmo, que Santo Eusébio trouxera da Palestina. Para surpresa do Marquês Arduino, era a imagem da Nossa Senhora que lhe havia aparecido.

Em 1114, uma nova guerra e a Igreja onde estava o quadro de Nossa Senhora Consoladora, ficou entre os entulhos. Pensava-se que o quadro tinha sido destruído.

Mas, Nossa Senhora Consoladora, apareceu em sonho, para o cego, John Ravais, na França. Ela lhe pediu para ir a Turim, Itália, procurar nos escombros da Igreja o quadro com a Sua Imagem. Nossa Senhora lhe pediu para ele construir uma nova Igreja, e lhe disse que ele seria curado.

John, foi para Turim, contou ao Bispo seu sonho, e este lhe deu todo apoio necessário. Quando, nas escavações encontraram o quadro e John (o cego), ao chegar perto da Imagem de Nossa Senhora Consoladora (Consolata), na mesma hora passou a enxergar. Fui uma grande emoção para todos.

Assim, a população de Turim passou a venerar Nossa Senhora da Consolata, como padroeira da cidade. A devoção se espalhou por toda a Itália, e hoje pessoas do todas as partes do mundo, vão a Turim, Itália, em peregrinação para rezar diante do quadro de Nossa Senhora Consoladora.

Sua festa é em 20 de junho, em Turim, Itália. Tembém é comemorada em outras datas em cidades brasileira.

 

Doce Coração de Maria, sede nossa salvação !

Nossa Senhora Consoladora dos Aflitos, Pela Fé, 01.jpg
Nossa Senhora Consoladora dos Aflitos, Pela Fé,02.jpg
Nossa Senhora Consolata, Turim, Itália 01 -.jpg
Nossa Senhora Consoladora dos Aflitos, Pela Fé, 04