Nossa Senhora de Las Lajas

Dia 16 de setembro

História de Nossa Senhora  de Las Lajas

Em 1754, a índia do vilarejo de Potosí, na Colômbia, Maria Mueses de Quiñones e com sua filha, que era surde e muda, caminhava retornando para sua casa, do vilarejo de Ipiales, que fica a uma distancia de sete quilômetros. Quando elas estavam passando pelo lugar chamado Las Lajas (As Lajes), onde a trilha passava por uma garganta do Rio Guaitara. Era um lugar que os índios, não gostavam de passar, sozinhos, por superstições. O que era comum entre os índios Cristãos. Mas, quando passavam por ali caiu uma tempestade, a índia se abrigou com sua filha em uma caverna neste local. Esta gruta, fica no sul da Colômbia, a dez quilômetros da divisa com o Equador. Lá a índia Maria, começou a rezar pedindo a proteção de Nossa Senhora, pois fora evangelizada pelos Dominicanos. Foi quando, a sua filha que era surda e muda, disse: "Mãe, a mestiça esta me chamando !". A menina apontava o dedo para o interior da gruta, quando a índia Maria Mueses, olho viu a imagem de Nossa Senhora com o menino Jesus no colo. Neste instante percebeu que sua filha ficara curada. A imagem sumiu.

Chegando em Ipiales, contou o ocorrida mas ninguém acreditava nela. Mas alguns começaram a pensar ser verdade, pois sua filha surda e muda agora ficara curada. Terminou seus afazeres, e foi de retorna para a sua casa em Potosí. Ao passar pelo lugar onde ficava a gruta que se abrigou, sua filha falou: "Mamãe ! A senhora branca está me chamando !". Maria não via nada. Assustada, saiu apresada para sua casa. Quando chegou, contou tudo que tinha acontecido. Logo todos ficaram sabendo do ocorrido na gruta, pois era um caminho que muitos passavam por lá. Alguns dias depois a menina Rosa, filha da índia Maria, desapareceu. Após procurá-la por vários lugares, ela pensou que sua filha deveria ter ido para a gruta. Como sua filha sempre dizia, que a mulher a estava chamando. Maria correu para Las Lajas e lá encontrou sua filha ajoelhada em frente a uma Mulher maravilhosa e estava ao lado de um Menino, que descera dos braços de sua Mãe. Aparentemente a menina Rosa, ficara como que brincando com o Menino Jesus. A índia Maria postou-se de joelhos, diante da cena e por estar vendo Nossa Senhora. Por já não terem acreditado nela, a índia Maria, não cotou para ninguem o ocorrido. Mas frequêntente Maria e sua filha rosa iam a gruta levar flores e acender velas.

Os meses se passaram, e Maria guardava segredo. Até o dia que a menina ficou doente e veio a falecer. Desesperada, pega o corpo de sua filha e leva para Las Lajas, lá pediu a Nossa Senhora que ressuscitasse sua filha. Nossa Senhora atendeu seu pedido e intercedeu junto a seu filho Jesus, restaurando a vida de filha da índia. Após sua filha ser ressuscitada, Maria foi para sua casa em Ipiales. Chegou ás aproximadamente 10:00 h da noite. Contou a todos o que acontecera. Os que dormiam se levantaram e foram tocar o sina da igreja, para anunciar a todos o acontecido. Rapidamente uma multidão estavam ali na igreja.No dia seguinte de madrugada, todos foram para a gruta de Las Lajas, ver o milagre por si mesmo. Chegaram em Las Lajas aproximadamente as 6 horas da manhã. Não havia mais dúvida a respeito do milagre; a gruta brilhava com luzes extraordinárias. Na parede de pedra, estava gravada a imagem de Nossa Senhora de Las Lajas.

A imagem, tem Nossa Senhora com o Menino Jesus nos braços. De um lado está São Francisco e de outro São Domingos. Seus traços são de índios Latino-americanos. Seus cabelos negros, cobrem-na como um manto. As coroas e as estrelas são em metal e foram adicionadas posteriormente. Seus olhos brilham pureza e alegria. A Senhora aparenta uns 14 anos. Os índios não tiveram dúvida: "Esta é Nossa Rainha".

O autor da imagem nunca foi identificado. Alguns tentaram dizer que foram os Religiosos Dominicanos que pintaram a imagem. Teste de Geólogos alemães demostraram , com vários estudos da imagem, que não houve tintas ou pigmentos na superfície da rocha, pois a rochas são coloridas em si mesmo. Isto é, quando se aprofundam na rocha a cor continua. Tudo indica que é uma imagem anakeropita - akeropita em Grego siguinifica, que não foi feito por métodos ou mãos humanas, id est, pintado pelos Anjos, a imagem da Rainha do Céu e da Terra.

Em 1794, uma pequena capela foi construida perto da gruta. Um anos depois uma segunda e depois uma terceira igreja foram construida para acomodar os fiéis peregrinos. Em 1916 iniciou-se a construção da quarta e atual igreja com dinheiro de doações, sendo finalizada somente em 1944.

O Santuário de Nossa Senhora de Las Lajas, tem atualmente três naves construida em uma ponte de dois arcos que se cruzam sobre o rio que faz com que a basílica se uma ao outro lado do cânion. A atura da base a torre é de 100 metros, a ponte tem 50 metros de altura por 17 metros de largura e 20 metros de comprimento. O edifício principal, mede 27,50 metros de comprimento por 15 metros de largura. No interior, as três naves são cobertos por abóbadas. Tem mosaico em fibra de vidro, durante o dia , filtram a iluminação natural.

 

A construção inicial foi através de pedras sendo encaixadas umas as outras. Alguns arcos foram construídos como que por pressão, sem ferragem ou concreto. Há ao redor do santuário 8 vulcões ativos. E a construção esta sobre duas plataforma tectônicas, que tem sua separação no meio da construção. Já houve abalos sísmicos de grande magnitudes, e nenhuma rachadura aconteceu em sua estrutura.

 

Doce Coração de Maria, sede nossa salvação !

santuario-de-las-lajas.jpg
de-las-lajas.jpg
catedral_las_lajas_colombia.jpg
india_e_filha.jpg