Nossa Senhora das Brotas - Dia 27 de Dezembro

História de Nossa Senhora  das Brotas

Teve início Em Portugal, no Século XV, na Vila das Águias, em Brotas da Barroca, que na época era quase que inabitável, por ser muito úmido e ter muitas ribanceiras.
Um pastor criava seu gado alí, quando percebeu que uma de suas vacas, caiu ribanceira abaixo, sendo seu gado da sua principais fonte de renda, perder uma vaga era um prejuizo enorme.
Ele então, começou a tirar a vaca do precipício, como não estava conseguindo, pediu a Nossa Senhora que lhe ajudasse, ai, conseguiu tirar a vaca. Mas esta tinha quebrato a pata no tombo, uma fratura esposta, e ele teve que amputar a pata da vaca.

Neste momento, apareceu-lhe então Nossa Senhora, pedindo para ele dizer aos moradores da Vila das Águias, que construir ali uma capela, e lhe disse, para não se apreoculpar com sua vaca, que assim que ele voltasse, sua vaca estaria curada.
Assim o fez, contou aos amaigos, e estes foram lá com ele para, talvez conferir a história, e quando chegou em companhia com seus amigos, a vaca já andava e pastava como se nada tivesse acontecido, e a da pata que ele havia tinha cortado, apareceu uma imagem de Nossa Senhora. Todos se admiraram, a vaca, perfeita no pasto e a que ele cortou, estava no lugar que deixará, mas com a imagem de Nossa Senhora.
Diante dos fatos, logo se construiu ali, uma Capela, isto em 1424. pela Ordem Militar de São Bento de Avis e moradores com ajuda dos moradores  da Vila das Águia.
A imagem feita de osso de Nossa Senhora de Brotas, ficou ali conservada, tendo aproximadamente um palmo de altura.
A simples Capela se tornou um Santuário, pelo grande muito romeiros que frequentava o local.

 

História de Nossa Senhora da Brotas em Paraí do Sul, Paraná, Brasil.

Quando São Frei Galvão, em 1808, foi a Província Franciscana da Imaculada Conceição, ao passar em um povoado às margens do Rio Piraí, resolve ficar alguns dias no povoado, pregando e atendendo o povo. Frei Galvão ficou na casa de dona Ana Rosa Conceição de Paula, ao despedir-se deu de presente a dona Ana Rosa, uma estampa com a dedicatória: "Lembrança do Frei Galvão", e disse: "Venerai sempre esta Santa Efigia, porque ela é muito milagrosa." 

A Estampa foi colocada em uma moldura, e recebeu lugar de destaque na casa. Alguns anos mais tarde,  apois a morte do marido, Dona Ana Rosa se casou pela segunda fez, com Joaquim Maciel, e mudou-se para a casa dele. Na mudança a Estampa foi perdida.

Algum tempo após Dona Ana, passando por um mato que tinha sido totalmente destruído pelo incêndio, encontrou a estampa, entre raízes e brotos novos de vegetação. O fogo destruiu totalmente a moldura de madeira, sem queimar a estampa de papel, que ficou levemente chamuscada. Foi no dia 26 de dezembro. Os fieis, viram no fato como um milagre de Nossa Senhora das Brotas.

Nossa Senhora das Brotas, foi declarada em 2004, Padroeira da Rota dos Tropeiros, que é a parte paranaense do Caminha, indo de Sengés até Rio Negro, passando por 16 municípios. 

Efígie - Com o passar dos anos, a estampa estava se deteriorando e foi levada ao Laboratório de Restauração da Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro. Lá o perito, Adalberto Barreto, confirmou que a estampa era mesmo de Portugal. 

Estampa e uma litografia impressa em papel, medindo 10 x 16 cm. A festa de Nossa Senhora das Brotas em Piraí do Sul e realizada desde 1880 no dia 27 de dezembro.

 

Doce Coração de Maria, sede nossa salvação !

Imagem de Portugal e de Piraí do Sul, Brasil

Brotas_3.jpg
Brotas.jpg
Broas_2.jpg
Brotas_1.jpg
Estampa.jpg